Lipoaspiração e Lipoescultura

A Lipoaspiração é uma das cirurgias mais realizadas em estética corporal no mundo. A técnica, relativamente recente, encontrou um grande desenvolvimento, principalmente no Brasil. O princípio básico da Lipoaspiração é a realização de uma pequena incisão, por onde penetra uma cânula muito fina, que retira o excesso de gordura onde ela está localizada. Pode ser realizada em várias regiões do corpo e é muito difundida nos tratamentos estéticos.
A cânula recebe uma pressão negativa, uma sucção, e enquanto o cirurgião realiza movimentos, que liquefazem a gordura, a sucção a retira do corpo.
Já a Lipoescultura é a prática da Lipoaspiração com a aplicação da gordura retirada em outros locais, como por exemplo, nos buraquinhos formados pela celulite. A subcisão é a separação da pele de tecidos que provocam a retração, que é utilizada para tratar os buraquinhos de celulite. A Lipoaspiração / Lipoescultura é um procedimento que pode ajudar a recuperar a harmonia corporal. Com a técnica é possível remover gordura indesejável de áreas específicas, que incluem o abdome, os quadris, o culote, as coxas, os joelhos, os braços e o queixo.
Mas esse não pode ser visto como um tratamento único, pois sozinho não é capaz de resolver todos os problemas de estética corporal. Não substitui os exercícios, a correção alimentar e as técnicas de estética corporal, mas associadas a estes procedimentos permite com grande probabilidade a recuperação da harmonia corporal.

Como é feita a cirurgia?

O tempo requerido para executar a Lipoaspiração / Lipoescultura vai variar consideravelmente, dependendo da quantidade de gordura e do número de áreas tratadas; do tipo de anestesia e da técnica utilizada.
Realiza-se uma incisão minúscula, de cerca de 2 mm. Por esta incisão são inseridas cânulas muito finas, que são ocas. Através desta cânula é aplicado o vácuo, que aspira gordura. O vácuo pode ser obtido por uma simples seringa de 60 mL ou por máquinas que aspiram. As seringas permitem manuseio mais cuidadoso e uma melhor modelação, mas o procedimento é mais demorado e trabalhoso. Assim, as seringas são utilizadas em procedimentos pequenos. As máquinas permitem que um maior volume de gordura seja aspirado. Existem máquinas que geram vácuos e máquinas que vibram as cânulas, tornando o procedimento mais rápido e menos extenuante para a equipe médica.

Como é o pós-operatório?

Após a cirurgia é recomendado repouso por cerca de 2 dias e o uso de cintas elásticas. O retorno aos exercícios vai depender da extensão do procedimento, variando de 2 a 4 dias até 7 dias. A volta ao trabalho também depende do tamanho da cirurgia, variando de alguns dias até algumas semanas.
Normalmente não há necessidade de retirar pontos. Quando existem, são retirados de 4 a 7 dias. Após a cirurgia pode haver a saída de um pouco de líquido residual pelas incisões, o que é normal. A drenagem linfática é iniciada logo que for possível para acelerar a recuperação e melhorar os resultados. Raramente há a necessidade de se retirar líquidos que eventualmente ficam retidos na área que foi tratada. Antibióticos podem ser prescritos em alguns casos.
Como em todas cirurgias estéticas, os resultados não são imediatos. Alguns incômodos como dor, sensação de queimação, inchaço, equimoses podem estar presentes no pós-operatório, mas serão convenientemente controlados pelo cirurgião, portanto siga rigorosamente todas suas recomendações.

Pular para a barra de ferramentas