Notícias

Abdominoplastia ou plástica na barriga: como é?

Nenhum comentário

O que é abdominoplastia?

A abdominoplastia (chamada popularmente de “plástica de barriga”) é a cirurgia plástica realizada no abdome para retirar o excesso de gordura e reduzir a sua flacidez, que normalmente ocorre em sequência à perda rápida de peso ou após uma gravidez. Geralmente, essa cirurgia obedece a razões estéticas, porque a flacidez abdominal raramente causa problemas clínicos.

Outros recursos para corrigir a flacidez abdominal que podem anteceder, vir junto, suceder ou serem separados da abdominoplastia, são os exercícios físicos e a lipoaspiração. Os diversos tipos de abdominoplastia variam de acordo com a silhueta do paciente e a cirurgia planejada para cada paciente deve ser previamente discutida com ele. Embora mais comumente essas cirurgias sejam feitas em mulheres, elas podem também ser realizadas em homens.

Em que consiste a cirurgia?

O procedimento cirúrgico em si mesmo é simples, mas os cuidados pós-cirúrgicos podem ser incômodos para muitas pessoas. A cirurgia deve ser precedida pelos exames pré-operatórios solicitados pelo cirurgião e deve ser feita em ambiente hospitalar, com o paciente internado. O tempo de internação em geral é de 24 a 48 horas. A cirurgia dura cerca de três horas. Durante a cirurgia o paciente está anestesiado por uma anestesia geral ou raquidiana, esta o mantém acordado, mas insensível da cintura para baixo. A cirurgia consiste em fazer-se uma incisão ampla no baixo ventre, como se fosse uma cesariana nas mulheres, alargada de cada lado, conforme a necessidade. Em seguida, o médico descola a pele em direção às costelas, até onde for necessário e reaproxima os músculos retos abdominais, colocando-os na posição original, corrigindo hérnias eventualmente existentes e retirando os tecidos em excesso. Um cuidado especial é tomado em relação ao umbigo, que deve ser reposicionado ou ser corrigida alguma eventual deformidade dele. Preferencialmente, a cirurgia em mulheres deve ser feita depois que ela já teve todos os filhos que deseja, porque uma nova gravidez pode anular os resultados do procedimento.

E depois da cirurgia?

No pós-operatório imediato, o paciente deve usar dreno por aproximadamente sete dias, dormir com cabeceira da cama elevada e as pernas dobradas por quinze dias e não tomar sol diretamente na cicatriz nos seis meses após a cirurgia. Nos dias que se seguem à cirurgia, o abdome estará dolorido e inchado, o que pode requerer analgésicos. Durante os primeiros dois meses, o paciente (geralmente mulher) deve usar uma cinta de contenção, o que ajuda a reduzir o edema. Em dez a catorze dias o paciente estará liberado para as suas atividades normais, inclusive dirigir, devendo, contudo, evitar esforços violentos. Em 30 dias o paciente terá alta total. Nos primeiros 15 dias, o paciente talvez não consiga estar inteiramente ereto, ficando algo curvado para frente, o que aos poucos vai se normalizando. No primeiro mês após a cirurgia, o paciente deve evitar levantar os braços além da linha dos ombros ou distender demais o abdome. Durante algum tempo, o abdome terá a sua sensibilidade diminuída, o que, aos poucos, retornará ao normal.

Fonte: UOL

Tags: Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

5 mitos sobre cirurgia plástica que ninguém te conta
Cirurgia Pós-Bariátrica
Leia mais
Menu